Terça-feira, 4 de Agosto de 2009
Premonição

 
"Bem aventurados os puros de coração,
Porque verão a face de Deus..."
 
(uma das nove Bem-Aventuranças do Sermão da Montanha)
* * * * * * * * * * * * * * *
 
Se a luz pequenina,

que ainda me enche o olhar,

o coração e o horizonte,
vacilar

ante uma rajada de vento forte,

talvez seja o rugir da morte

arrastando os passos pesados

de besta viperina.


E porque o medo atroz
me tolda o discernimento
e me estrangula a voz
para gritar por socorro,

sei que de nada valerá rogar,

no silêncio da alma,
uma prece sentida
no derradeiro momento.


Olharei altivo a negra Tânatos

e tomando a estrada do infinito

partirei demente
a burcar-me ainda
por entre os fios soltos
da estridência do grito
que lançarei ingente

a convocar o sonho que não finda.


Que, morto o corpo, o homem sobra

na proporção da grandeza

do seu carácter e da firmeza

da vertical tecitura da sua obra!

 

by Paulo César, em 04.AGO.2009, pelas 19h30

 


sinto-me: filofosando
Palavras chave: , , , ,

publicado por Paulo César às 19:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | Adicionar às escolhas

Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Premonição

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

blogs SAPO
subscrever feeds