Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009
Grito ou quase

 

Estridente e sonora

É a força do grito

Que aflito

Lanço e lancinante

Cruza o estertor

Da minha voz calada.

 

E o momento, instante,

Jorra e do nada

Sobrevem a dor

Que me apavora...

 

Finco-me na ausência,

Abstenho-me da essência!

 

E morro por dentro

Dum grito

Que não foi.

 

by Paulo César, em 02.Fev.09, pelas 20h30

 


Palavras chave: ,

publicado por Paulo César às 19:43
link do post | comentar | Adicionar às escolhas

Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Grito ou quase

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

blogs SAPO
subscrever feeds