Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

25.02.12

Apetites


     Apetecem-me beijos macios Copos de água fresca Romãs acabadas de apanhar Uma chuvada em pleno verão E um sopro de ar que sacuda a poeira Dos dias inquietos.   Apetece-me uma brisa de maré cheia, Um voo de andorinha que poisa no beiral Da casa de todos os meus sonhos, Um som distante que me lembre um rancho De gente dobrada sobre a terra A apanhar figos ou azeitonas, Uma gargalhada lisa com botões No cós da alegria.   Apetece-me a noite prenhe de luar E uma coruja (...)
25.05.08

Translúcido raio


    Translúcido raio reflectido Na lágrima vertida. Angústia que embala as mãos Que afagam. Dormente o silêncio nos poros Do medo. Desejo incontido, fechado No gheto Do sentimento, Ao abandono!   Pesam as pálpebras na hora Do adeus. E o lenço branco Adeja na luz, Qual andorinha negra Que tange o infinito.   Os tambores rufam batuques De êxtases.   Em busca do tempo, Sombra e reflexo me torno, Doma (...)