Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

11.11.06

Falando alto


Apetece-me tanto dizer
ao vento que passa
o silêncio que vai dentro de mim!
Gritar como se gritando fosse viver
para além da desgraça
que corre indiferente por aí!
Olho e quanto vejo nada é...
Os homens como eu o que desejam?
Que sentimentos nutrem? O que os move?
Que passado carregam e que futuro almejam?
Apetece-me tanto sentar à beira praia
e rasgar a areia com as minhas mãos
vazias, nuas, gretadas,
e chamar as gaivotas que rumam a norte
para lhes dizer do meu silêncio!
Por fim só me apetece estar aqui,
esquecido de mim,
a encher de palavras esta folha lisa
certo de que quanto ficar dito
será o meu testamento.
Não o testamento dum morto;
mas o atávico testemunho
dum homem que teima estar vivo
para se sentir capaz de viver.
 

by Paulo César, em 11.Nov.2006, 23h00
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.