Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

04.11.09

Poema improvável


 

A vagarosa luz

penetra a sombra

fecundando a penumbra

macilenta

 

a gélida chuva

irrompe intrépida

violando o silêncio

da terra prostrada

 

o vento suão

esventra as casas

aferrolhadas

e submete o espaço

 

a noite alastra

dominadora
acicatando os medos

que escravizam

 

o mar investe

marulhando

no areal exposto

em poisio

 

De olhos em riste

aponto algures

um ponto improvável

onde se cruzam

todos os sons e silêncios,

toda a luz e toda a treva,

todo o tempo e todo o espaço,

toda a vida

e o que virá depois!

 

by Paulo César, em 03.Nov.2009, pelas 13h15

 

 

1 comentário

Comentar post