Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

03.07.09

O suor das palavras


 

Pedra sobre pedra
Construção
Ou só rumor
Argamassa que nos prende
Alvoroço
Canto e desencanto
Alegoria
Penedo da saudade
Maresia
E umas asas de voar a medo
Na sincopada cadência
Dos dias inteiros
Com sinais de fogo
No peso das horas.
 
Maré-cheia de auroras
Viagem sem regresso
Utopias
E um sono lento
Nas noites de vela
Com estrelas cadentes
Penduradas
No firmamento
E murmúrios de solidão
Em deambulações
De poeta.
 
Papel branco
Apenas
E de alto abaixo
O suor das palavras
Escorrendo liquidas
Até ficar redondo
O espaço e o tempo.
 
Dor, desatino e paixão
Pressa e pesadelo
Ventania e silêncio
Desespero e euforia
Eu, de mim,
E o infinito
E o que dizer não sei
Mas sinto.
  
by Paulo César, em 03.JUlho.2009, pelas 20h00

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.