Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

07.06.09

Desabafo... (quase grito)


 

Apetece-me escrever
Com a força dum grito
As palavras que soltem
Na branca planura do papel
A imanente loucura
Do desejo.
 
Cogito
E no plano luminoso das águas
Adivinho o rumorejar
Duma oração
Que soa a ladainha
Onomatopaica.
 
Deambulo sem destino!
Algures uma gota de sol
Penetra a solidão que me domina
E acende a estrada luminosa
Por onde escorrem vogais
E consoantes e interjeições
E pedaços soltos de ideias soltas,
Que se dependuram de mim
À boleia dos dias claros
E das soturnas noites de insónia.
 
E desaguo como um riacho,
Mole e lamacento,
Num lago de sonhos,
Num abandono sem futuro.
   
by Paulo César, em 16.Abr.2009, pelas 24h00

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.