Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

11.11.07

M Ã E





Nos olhos o amor,
Nas mãos o silêncio,
Algures um sorriso
Que sabe a saudade
E por dentro do peito,
Veloz como o vento,
Um canto da terra
Ou o toque dum sino!


 
Um aviso certeiro,
Um afago sem mão,
Um beijo que cala
A dor e a angústia
E no passar do tempo
A agreste certeza
Do carinho sem fim
Que só em ti se encerra!
 

 
Das horas caladas
Não sei o tamanho,
Mas sei que jamais
Esquecerei o teu colo!
E a côdea de pão
Há-de saber-me a mel
Ao lembrar teu rosto
De encanto e ternura!


Homenagem à mulher, de cujo ventre nasci homem... A ti, MÃE!

by Paulo César, em 01.Nov.2007