Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

No Chão d'Água...

Ah, quem escreverá a história do que poderia ter sido? (Álvaro de Campos)

13.01.07

Não sei amar-te


Não sei amar-te depois do amor...



Prosto-me no silêncio e deambulo
pelo prazer de sentir prazer,
de sentir o corpo exausto,
arfante,
distendido,
saciado,
e vogo como grânulo de pólen
que se liberta e vai
sem destino
em busco do lugar certo
da fertilização.



Não sei amar-te depois do amor...
Sei apenas ficar a teu lado
para voltar a amar
noutra noite, noutro dia, noutro lugar,
quando os nossos corpos pedirem tréguas
e as nossas líbidos exigirem
sexo!

by Paulo César, em 12.Jan.2006

2 comentários

Comentar post