Quarta-feira, 11 de Abril de 2012
Procurando a paz

 

Calcorreei todos os lugares onde me pareceu possivel encontrar-te.

A todos com quem me cruzei perguntei pelo teu nome.

Às núvens negras, prenhes dum aluvião de águas, indaguei por ti.

Aos pássaros assustados da minha ousadia interroguei sem resultado.

Olhando as pedras lisas de tanto serem pisadas tentei descobrir um sinal, em vão.

 

Era já noite e veio a lua cheia e na ansiedade de saber algo, questionei-a.

Muda me olhou na sua cor mansa e nada me disse que me desse esperança.

E pela madrugada adiante busquei até nos sonhos o azimute do teu destino

E como barco à deriva num mar de breu e tempestade soçobrei sem resposta.

 

Antes que outro dia chegasse e trouxesse consigo a angustia da tua perda sem solução

Entreguei-me à força duma fé conquistada na demência dos meus sentidos mortificados

E fiz-me caminheiro da Rota de Santiago, levando apenas a vontade e os pés descalços.

 

Subi montes, de cujos cumes vislumbrei o horizonte, desci aos vales, onde me lavei em lágrimas,

E por cada passo que dei um grito atirei ao labirinto das inquietações, que fizeram eco nos abismos.

 

Perdi-me de mim mesmo quando te perdi! Encontrar-me-ei, por fim, quando te encontrar em mim!

 

 

Em 08.abr.2012, pelas 22h30

PC

Imagem: Google


Palavras chave: , ,

publicado por Paulo César às 18:11
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Auto-dissecação

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds