Segunda-feira, 9 de Maio de 2011
Viagem ao centro de mim

 

Chancelaria - Coreto da minha aldeia natal (imagem obtida na net)

 

Do ontem veio a saudade

A emoção e a gratidão intemporal

Castigando de carinho e de beijos

A serenidade e o brilho da pele inteira

E a viscosa sombra do olhar

Incapaz de negar a alegria sem preço.

 

Agora já não há o fosso do tempo

A separar os corpos e os abraços

Ou a impedir o caudal das lágrimas

Pois consumado foi o reencontro

E cumprida foi a vontade

De voltar ao colo onde a luz se fez seiva.

 

Passos que foram caminhos feitos

Levaram-me de volta ao centro do mundo

E jorrou do mais íntimo de mim

A certeza de que, concluído o tempo,

Far-se-ão ainda caminhos novos

Para o reencontro do alfa e do ómega.

 

Que voem de regresso aos ninhos

Os pássaros que se aventuraram nas estepes

Dos lugares onde o nunca foi azimute

E que tragam pintadas nas asas as palavras

Heróicas da epopeia dos intrépidos

Que encontraram o zénite nas cãs nevadas

Das mães que souberam esperar a aurora.

 

Por onde quer que vá me saberei daqui

E quando me faltar o ânimo hei-de saber-me teu

Pedra das penedias que sobem aos contrafortes

Das montanhas de onde se avista o mundo

Que cabe inteiro no olhar lavado em pranto

De te querer ainda, sempre mais e tanto!

 

Sobram ainda todos os caminhos rasgados

Na comoção e na amplidão dos gestos

Como sobram todos os lugares intra-uterinos

Por onde fiz todas as partidas e regressos

E me quedei em todos os fins e recomeços.

Nada se alterou na memória viva do já vivido!

 

E a promessa que se consumou no concreto

De querer olhar de novo as casas caiadas

E os recantos envelhecidos no cristal dos dias

Já não é promessa: cumpriu-se! Vingou-se o tempo

Destruindo as alvoradas e os entardeceres…

Porfiadamente teimarei vingar a saudade!

 

 

Em 23.abr.2011, pelas 23h30

PC

Visita à minha aldeia e a minha tia Maria “Carraça” (90 anos)

 


Palavras chave: , , , ,

publicado por Paulo César às 18:26
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Auto-dissecação

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds