Quinta-feira, 5 de Maio de 2011
Erupções do Silêncio - III (1º Prémio Poesia Casa MAC - 3º Classif.)


 Casa MAC (fac-simile da carta informativa da classificação obtida)

 

Adivinha porquê!

 

Que sabes tu de alegria

Ou de eternidade?

Ou de nós em pingos de chuva?

Ou de poemas com dores

Nas cruzes?

Ou de solidão com sabor a canela

E outras especiarias?

Ou de risos caiados de branco,

Para guardar a castidade

Dos beijos?

 

Ou de ti mesmo,

Que te furtas à senilidade

Inventando caminhos,

Mourejando os silêncios?

 

29.set.2010

PC



publicado por Paulo César às 16:43
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

A morte verdadeira

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds