Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010
Cante

Monumento ao "Cante Alentejano", em Cuba (Imagem obtida na net)

 

As vozes soam guturais

Tresandam terra e suor

Alevantam o pó das leivas

E marcam, pela dolência inquieta

Do ritmo, a melodia forjada

Na força de braços.


Trazem no âmago a memória,

Que reforça o lastro com o sol a pino,

Nos montes onde o gado se torna

Igual entre racionais

E a terra se assume mãe e madrasta

Da gente que desnuda, com mãos

Calejadas e cravejadas

De saber sábio,

O útero que dá pão e dores!


Unívocas são as gargantas que replicam

Os sons dos campos largos,

Inundam de preces os lugares sem fé

Em agudos vibrantes que doem

E em graves tumultuosos que desenham

Ferros em brasa que dissipam

As auroras

Para acordar os campos e regar

As searas estremunhadas!


Doces palavras pequeninas invadem

O silêncio até o tornar colorido

E luminoso…

E por dentro, até ao mais recôndito

De cada ser, acende-se um lume

Que é fogo e luz,

Carreiro e futuro!


E da comoção das lágrimas

É que nasce o orgulho

E a alegria

De sentir-se alentejano

(mesmo quando só se é português!).

 

Em 28.nov.2010

PC

Homenagem às sublimes vozes dos Grupos Corais Alentejanos, que me levam à comoção de cada vez que os escuto, como se fossem coros celestes.


Palavras chave: , , , , ,

publicado por Paulo César às 19:00
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

A morte verdadeira

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds