Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009
Rei Sol

Framboesa magenta

azul e lilás

voragem cinzenta

num voo fugaz

 

acorda-se o dia

na aurora fulgente

escondendo a fria

noite pungente

 

cresce sibilino

alcandorando-se altivo

como arrogante inquilino

do celeste cativo

 

derrama sem lei

o que a lei não domina

portentoso rei

que tudo ilumina

 

e por milénios quedo

mas avesso à clausura

percorre em segredo

o dia todo e a noite escura

 

e quando o sonho se abeira

no sono dos vivos

ele vai sem canseira

com seus raios altivos

 

dar luz à cegueira

e libertar os prostrados

os sem eira nem beira

os desterrados

 

coado que seja

pelo manto nublado

é ele que se almeja

no Inverno cerrado

 

altares de ofício

são os cumes serranos

aras de sacrifício

levantai oh humanos

 

que aquele que explode

em tão constante explosão

é a vida que a vida sacode

e merece vossa atenção!

 

 

by Paulo César, em 25.Nov.2009, pelas 20h00

 


sinto-me: preocupado
Palavras chave: , , ,

publicado por Paulo César às 08:23
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

1 comentário:
De Utopia das Palavras a 27 de Novembro de 2009 às 17:51
Paulo

Poema cheio de musicalidade, com história e moral. Um poema com luz! Lindo!

Beijo


Comentar post

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Auto-dissecação

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds