Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
Quem és tu?

 

Quem és tu?


A imagem que o espelho frio

reflecte

e tem olhos fundos de ver

para além da espessura

enquanto se derrama

entre a abstracção e o enfado?


A sombra desenhada no alcatrão

negro e impenetrável

pelo sol inacessível,

que vai pontapeando

pedras soltas

como se chutasse o medo?


O vagabundo que trauteia

canções de embalar

nas ruas desertas

convencido de que o luar é

a vela na mesa posta

para um jantar sem data?


O velho que repete

o gesto de limpar o banco

onde se senta todos os dias

para falar consigo mesmo

a amargura dos silêncios

e a alegoria dos afectos?


O emigrante que se afunda

num canto bêbado

a tomar folego para o sonho

e a desfiar cantilenas pátrias

com olhos transidos de frio

que não se compara ao desamor?


És tu alguém que eu conheço?

Ou a minha pressa empurra-me

para a insolência dum gesto

indiferente e irracional

com que me liberto da culpa

e me acomodo ao labirinto?


Ainda vou a tempo de te conhecer

reconhecendo quem és,

e aprendendo a ser eu?

Ou o tempo quebrou a ponte

e é impossível ligar o teu

ao meu lado da interrogação?

 

by Paulo César, em 29.Jul.2009, pelas 19h00


sinto-me: surumbático

publicado por Paulo César às 18:09
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Auto-dissecação

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds