Segunda-feira, 8 de Junho de 2009
Sem-Abrigo

 

Mais do que as vestes,
Eu vejo as mãos trémulas…
Mais do que o corpo,
Eu procuro escutar a alma…
Mais do que os passos,
Eu fixo os contornos da sombra…
Mais do que as palavras,
Eu perscruto o silêncio…
 
Enquanto isso as lágrimas
Cavam sulcos silenciosos
De dor
E sofrimento no teu rosto
E inundam o meu tempo
De revolta…
 
E adormeço de mãos vazias
A ensaiar vontades
Que o tempo doma
E torna submissas.
 
Diz-me tu que tanto sabes das ruas
E dos dias da espera
E do desespero:
 
- Qual de nós é o Sem-Abrigo?
 
 
by Paulo César, em 07.Jun.2009, pelas 18h00

Palavras chave: , ,

publicado por Paulo César às 16:49
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

A morte verdadeira

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds