Domingo, 25 de Fevereiro de 2007
Ganhos e perdas



O ganho de perder-te

é saber que não te perco,
porque perder-te
é perder a memória,
é esquecer o passado,
é enterrar o que fomos
um dia, uma hora, um minuto,
o que tenha sido,
fugaz e louco,
ou simplesmente
indizível.

Perder-te
significa perder-me,
abalar de mim em busca
de outro eu, outro ser,
outro homem novo no velho
que sou
e tomar um rumo, um norte,
um caminho impossível
de cruzar-se comigo, este,
e contigo, essa,
que um dia se cruzou
no ponto certo da vida
onde ocorrem encontros
impossíveis
de esquecer.

Perder-te é tão difícil
como amar-te...

E eu sei que dificilmente
vou deixar de te amar!


by Paulo César, em 25.Fev.2007, pelas 17h40

sinto-me:
Palavras chave: , ,

publicado por Paulo César às 17:31
link do post | comentar | Adicionar às escolhas
|

1 comentário:
De luso poemas a 1 de Maio de 2008 às 14:43
venha participar em www.luso-poemas.net

vai adorar


Comentar post

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Sobre mim
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

O NATAL POSSÍVEL

N A D A

A melhor maneira de amar,...

Amor platónico

Do alto da minha janela

Só por amor

As minhas asas

Alter ego

Talvez...

Auto-dissecação

Arquivos
Palavras chave

25 abril(3)

alegria(5)

amizade(4)

amor(32)

Análise(3)

angustia(3)

asas(5)

busca(14)

desejo(5)

dor(4)

esperança(9)

eu(5)

futuro(6)

gratidão(10)

grito(5)

homem(4)

interrogação(4)

introspecção(8)

liberdade(11)

luta(3)

luz(4)

memória(7)

morte(5)

murmúrio(6)

natal(3)

natureza(4)

olhar(3)

paixão(7)

palavras(10)

passado(3)

paz(4)

poema(5)

poemas(35)

poesia(148)

saudade(17)

sentimentos(3)

silêncio(10)

sonho(21)

terra(4)

vida(5)

todas as tags

Ligações
Participar

Participe neste blog

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds